A vila abençoada – Não há país como o nosso # 6

Proponho uma pequena adivinha.

Dificilmente um nome fará tanto sentido como o desta encantadora terra minhota que junta o nome do rei que por lá desliza e o da rainha que domina a paisagem…

Já descobriram que terra é?…

Continuar a ler

A terra encantada das mordomas e dos corações dourados – Não há país como o nosso # 5

Aberta ao mar. Na foz de um largo rio. Cheia de luz.

Mas há muito mais.

Há um belo centro cheio de ruas e ruelas – muitas pedonais – casas históricas, palacetes e igrejas.

E aquela luminosidade.

Aquele colorido de cidade minhota que respira folclore e tradição.

É uma alegria passear em locais assim – e fotografá-los também!

Continuar a ler

É bela, é iluminada e eu adoro-a! – Não há país como o nosso #4

Para mim, é uma das mais belas cidades minhotas – e portuguesas.

Depois de um rápido vislumbre e de ter respirado aquele ar de maresia, dei comigo a pensar como foi possível ter estado vários anos sem lá ter ido.

É imperdoável.

Desta vez, a ocasião proporcionou-se e eu aproveitei para matar saudades.

Não lhe faltam encantos.

São muitos e variados.

De todos, o meu preferido está nestas fotografias – o brilho, a luz, o reflexo das águas, o céu confundindo-se com o rio e o mar que o espera mais além…

… já a identificaram?

Continuar a ler

Não há país como o nosso # 3

As fotografias que hoje vos apresento pretendem assinalar este dia de especial devoção para muitos milhares de fiéis. Tirei-as numa terra de rara beleza. Aí, os Homens construíram um espectacular templo onde se reza em comunhão com a Natureza que o rodeia.

Continuar a ler

Não há país como o nosso # 2

Com o Verão já oficializado e a propósito dele, aqui ficam as imagens de uma famosa praia do Norte conjugadas com a frescura de um riacho correndo entre o verde de uma vila minhota abençoada pela Natureza, passando por duas das construções mais emblemáticas de Braga e do Porto, cidades ainda a recuperar da noitada de 23 para 24 de Junho…

Continuar a ler